Pena de Morte

A ninguém, indivíduo ou estado, deve ser dado o poder de tirar a vida de outrem.

Se a vida de quem mata deve ser tirada, quem irá tirar a vida daquele que ordenou a execução? E daquele que executou a ordem?

Apenas um erro de condenação deveria ser suficiente para justificar a afirmação acima. Procurem na Internet os vários exemplos de erros corrigidos a tempo. E os não corrigidos?

Lendo a Folha on-line encontrei o caso de Anthony Roy Hilton. Ao acessar o seu nome encontrei vários outros casos. Não me foi possível perder a oportunidade. Seguem alguns endereços interessantes.

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/04/1612180 homem e libertado nos eua apos ficar 30 anos no corredor da morte.shtml

http://www.eji.org/deathpenalty/innocence/hinton

http://edition.cnn.com/2015/04/03/us/alabama-death-row-inmate/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s